O Open Source vai impulsionar a economia e aumentar a autonomia digital, diz estudo da UE

O Open Source vai impulsionar a economia e aumentar a autonomia digital, diz estudo da UE

2021- 10- 01

O estudo sobre o impacto do Open Source para a Comissão Europeia descobriu que software e hardware open source são essenciais para a transformação digital regional e pode ser um grande impulso para o PIB da UE

Programadores ao Computador

No passado dia 6 de Setembro, a Comissão Europeia publicou um estudo sobre o impacto do software open source (OSS) e hardware open source (OSH) na economia Europeia, estudo este realizado por Fraunhofer ISI e pelo Open Forum Europe. O relatório completo está disponível aqui. O estudo estima que o OSS contribui com entre € 65 a € 95 bilhões para o PIB da União Europeia e promete um crescimento significativo de oportunidades para a economia digital da região. Para o conseguir, a UE deve procurar uma transição através da abertura da sua cultura política e de investimento.

Segundo Sachiko Muto, CEO da OpenForum Europe: “Open source oferece muitas vantagem para os formuladores de políticas e a Europa tem a chance de liderar”.

O relatório recomenda que a UE siga uma política industrial baseada em open source e que a inclua nas suas principais estruturas políticas, como o European Green Deal e o AI Act. Também recomenda a criação de uma rede europeia de unidades governamentais dedicadas à aceleração do uso de tecnologias abertas, fornecendo financiamento substancial a mecanismos de suporte e projetos open source, por exemplo, através do programa Horizon Europe com um orçamento total de € 95,5 bilhões para 2021-2027, e seguindo em direção à inovação aberta e à autonomia digital.

De forma a contextualizar os resultados, o valor económico do software open source na UE é equivalente ao transporte aéreo e marítimo combinado (de acordo com Eurostat). Governos e empresas da UE já  perceberam o potencial do Open investindo mais de € 1 bilhão em desenvolvimento open source, apenas em 2018. Os dados preveem que, se as contribuições em open source aumentaram 10% na UE, gerariam um adicional de 0,4% a 0,6% (cerca de € 100 bilhões)  para o PIB. Para usufruir desses benefícios, os investigadores apontam para a necessidade de uma mudança profunda na cultura tecnológica e significativos investimentos. Vários Estados-Membros e instituições da UE já deram seus primeiros passos nessa direção, e agora o estudo equipa os formuladores de políticas com as provas necessárias para intensificar os seus esforços em benefício da economia da UE e cidadãos.

 

Tradução livre do Press Kit original disponível aqui.