Munique volta a adotar soluções Open Source

Munique volta a adotar soluções Open Source

2020- 05- 20

A cidade de Munique, na Alemanha, foi pioneira em implementar Soluções Open Source na administração do município.

As razões remontam a 2003 quando a Microsoft anunciou que iria deixar de suportar Windows NT 4.0, tendo a cidade de Munique encontrado no Open Source a alternativa.

O projeto de migração iniciado em 2006 foi considerado ambicioso e pioneiro na Europa. Em 2013, 80% dos desktops da administração da cidade corriam LiMux – uma distribuição baseada em Linux (o nome remete para uma combinação de Linux e Munique). A cidade foi mantendo os dois sistemas – Linux e Windows – por vários anos, o que levantava alguns problemas de compatibilidade. Essa foi uma das razões apontadas em 2017, quando o governador da cidade anunciou que iriam voltar a implementar o sistema proprietário na cidade.

Depois desse retrocesso, a cidade anuncia agora voltar às soluções Open Source. Segundo o novo acordo de coligação, negociado entre o Partido Verde e o Partido Social Democrata:

"Where it is technologically and financially possible, the city will put emphasis on open standards and free open-source licensed software"

A cidade de Munique, associa-se, ainda, ao movimento “public money, public code”, o que quer dizer que sempre que não existam questões de confidencialidade, o código fonte do software da cidade será tornado público.

A medida é considerada uma melhor opção em termos económicos e políticos mas também promotora de transparência administrativa.

Cidade Munique

Imagem de ian kelsall, Pixabay