Portal Banco de Portugal

Portal Banco de Portugal

2019 - 09 - 17
Secção de conteúdo
Image
imagem do portal

Data de conclusão do projeto: ​Dezembro 2016

Empresa responsável pela implementação: JAVALI

Missão + Objectivos/Necessidade:
O Banco de Portugal é o banco central da República Portuguesa compete-lhe regular, fiscalizar e promover o bom funcionamento dos sistemas de pagamentos, gerir as disponibilidades externas do País e agir como intermediário das relações monetárias internacionais do Estado, bem como aconselhar o Governo nos domínios económico e financeiro. Cabe ao Banco a recolha e elaboração das estatísticas monetárias, financeiras, cambiais e da balança de pagamentos.


Solução Alcançada/Tecnologias e soluções Open Source utilizadas:
Com a utilização do Drupal foi possível:

  • Gestão de Conteúdo por módulos permitiu a reformulação integral do site institucional do regulador do setor bancário, incluiu a total redefinição da arquitetura de informação, a renovação da imagem gráfica;
  • Disponibilização de novos tipos de conteúdo, como infografias e vídeos; e a substituição da plataforma tecnológica de suporte;
  • Criação da Agenda do Banco de Portugal: organização e participação de eventos e calendarização das publicações e das actualizações dos Indicadores Económicos;
  • SEO: otimização do website com conteúdos compatíveis com outros dispositivos;
  • Usabilidade: uma plataforma mais intuitiva e focada na experiência do cidadão ;
  • Eliminação de redundâncias com outros canais digitais do Banco de Portugal;
  • Multilingue: Conteúdos disponibilizados em Português e Inglês.

Resultados Obtidos e Testemunho
O projeto foi lançado no último trimestre de 2016, integrando as celebrações do 170.o aniversário da Instituição, tendo como resultado final um portal com um design mais moderno, funcional e responsável
proporcionando ao cidadão uma maior facilidade na pesquisa de informação e conteúdos (infografias e
vídeos), bem como a facilidade de poder aceder aos conteúdos através de outros dispositivos e ser membro da instituição através da redes sociais. Por fim também se concedeu total autonomia ao departamento responsável do Banco de Portugal para gerir e administrar o portal.