Avenida 5 de Outubro 77 1050-049 Lisboa

Open Source

O que é Software Open Source?

Por software open source entende-se todo o programa informático cujo código fonte seja de acesso livre e universal e cuja licença ofereça cumulativamente, a todos sem excepção, as seguintes quatro liberdades:

a) A liberdade de utilizar o programa para qualquer fim;

 

b) A liberdade de estudar o funcionamento do programa e de o adaptar a novos problemas;

 

c) A liberdade de distribuir o programa a terceiros;

 

d) A liberdade de melhorar o programa e de tornar as modificações públicas, em benefício de toda a comunidade.

 

Saiba mais sobre Open source: http://opensource.org/

As comunidades Open Source

A maioria dos projectos de software open source são geridos e desenvolvidos por comunidades de programadores heterogénas – que não pertencem necessariamente à mesma organização – e distribuídas – trabalham à distância, muitas vezes a partir de diferentes regiões do globo.

 

Este modelo de desenvolvimento inovador assenta no esforço conjunto de múltiplos programadores, mas que o fazem por diferentes motivações: pelo desafio técnico, pelo reconhecimento que obtém dos seus pares, porque são utilizadores do software ou porque trabalham em organizações que apoiam os projectos.

Muitos projectos open source estão associados a universidades, centros de investigação ou empresas que garantem a continuidade e a sustentabilidade dos projectos. Mas o modelo open source permite que qualquer pessoa que pretenda envolver-se na comunidade, o possa fazer, independentemente de ter ou não um vínculo com estas organizações.

As comunidades são vitais para os projectos open source e quanto mais activa e alargada a comunidade, maiores probabilidades há de um projecto open source crescer e de oferecer melhores funcionalidades aos seus utilizadores.

 

Por isso, as organizações que adoptam software open source e que obtém um benefício com a sua utilização, devem contribuir activamente para estas comunidades, através da detecção de erros, sugestões de melhorias, desenvolvimentos no projecto ou divulgação dos mesmos. É esta participação que garante a sua sustentabilidade.

 

Adoptar software open source não significa apenas utilizá-lo para um determinado fim, mas implica uma participação activa na respectiva comunidade.